domingo, 10 de maio de 2009

Apostar no Cavalo Errado...

...às vezes não é só ter oito cavalos e escolher um dos sete que perde...
...podemos ter só um para escolher...
...e mesmo assim este não concluir a corrida a que se tinha proposto...
E isto é válido em todas as situações da nossa vida...
...desde profissionais...
...pessoais...
...e até amorosas...
...pois quem até hoje só teve um parceiro amoroso...
...que atire a primeira ferradura!..
Acontece-nos ao votarmos num qualquer partido politico...
...acontece-nos quando reparamos que certo amigo afinal não o é...
...até mesmo quando pomos um pacote de leite à boca directo do frigorífico...
...e passado dois golos reparamos que está azedo!...
Por isso caros amigos e leitores...
...aproveitem a corrida e a emoção que daí se extrai...
...aproveitem as descargas de adrenalina e a overdose nos sentidos...
...sintam o vento nos cabelos...
...e no fim, mesmo que não corra bem...
...festejem a vitória na mesma...
...pois não é todos os dias que se ganha algo para a nossa vida...
...neste caso experiência de vida!

5 comentários:

Isabel Metello disse...

VG:) o menino nem sabe o bem que sabe appostá-se no cavallo errado! quer-se dizer après do disaster, sabe bem, pois é essa mêma que pópia errata appsta que nos faz vê qual a céta...céta até se mostá errada aussi..é a tal teoria da falsicabilidade de Popper aplicada à existenz :)
Abba Socas

Bela disse...

Simples assim.
Abraço moço.

Flor disse...

Mas do que ter sorte com os cavalos, é bom ter paciência e garra com a vida. Há coisas boas que vem com baixo preço, mas outras que paga-se caro. Beijos e lindo blog. rsrs...

Sopa de Letras disse...

Pode soar mal mas ás vezes a aposta errada revela-se acertada quando nos serve de lição.
A aposta errada pode ser acertada até ao dia que vemos a realidade e deixamos o mundo da fantasia ou das ilusões. Em suma tudo serve para ganhar experiência e só quem não vive a VIDA pode dizer q nunca errou

Rodrigues disse...

Caro amigo,

Saúdo-te pelo regresso, os teus textos são imprescindíveis para a (in)sanidade mental de qualquer um, em especial a mim que te conheço e partilho contigo muitas dessas ideias mirabolantes, rebuscadas mas com sentido, este sentido saloio.

Quanto as apostas não passam disso, um teorema de probabilidades que nos leva a acreditar ma parte da aposta que nos convêm, normalmente a mais pequena.

Ah e o cavalo não é um bom titulo, vim ler isto enganado...

Grande abraço